Vigilantes que trabalham em postos de combate ao Covid-19 devem ser vacinados por determinação do Ministério da Saúde

Pedido foi feito em diversas frentes, por enquanto, somente os vigilantes lotados em locais de saúde para atendimento de pacientes com coronavírus serão vacinados.

O Ministério da Saúde publicou nota técnica 297/2021, para que os grupos das forças de segurança e salvamento e forças armadas sejam vacinados com prioridade. Para isso, antecipou envio de doses da vacina, que deverão ser distribuídas da seguinte forma:

– aos grupos dos trabalhadores envolvidos no atendimento e transporte de pacientes,

– resgate e atendimento pré-hospitalar, – ações de vacinação conta a Covid-19, e

– aos trabalhadores envolvidos nas ações de vigilância das medidas de distanciamento social (vigilantes), com contato direto e constante com o público independente da categoria.

Em Curitiba os vigilantes do grupo prioritário das forças de segurança que atendem os critérios do Ministério da Saúde começaram a ser vacinados. Agora, nossa luta continua para que todos tenham direito a imunização. A Federação dos Vigilantes do Paraná aguarda resposta da Secretaria de Saúde do Estado do pedido protocolado em janeiro para inclusão dos vigilantes, sem distinção de posto, nos grupos prioritários para receber a vacina

wpChatIcon